Estudo aponta proliferação de carrapatos nas áreas rurais do Estado

A febre maculosa, segundo o estudo Saúde Brasil 2011, do Ministério da Saúde, tem um grande índice de contaminação no Estado de São Paulo. A pesquisa realizada entre os anos de 2007 e 2011 mostra que São Paulo teve 70% dos casos registrados no país. No Brasil a doença do carrapato é mais comum em alguns estados como, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Espírito Santo e São Paulo. A doença é transmitada pelo carrapato-estrela (encontrado em animais como, bois, cavalos, cães, aves, roedores, e na capivara).

A transmissão da febre maculosa ocorre quando o carrapato infectado fica por mais de quatro horas na pele de uma pessoa, porém por muitas vezes os pacientes não têm o conhecimento da doença ou até mesmo médicos demoram para diagnosticar o caso. O aumento de mortes por conta da febre maculosa foi alta no ano passado, uma taxa de 38% em nível nacional. A preocupação são nas áreas rurais do Estado, a principal suspeita do surto da doença é por conta da expansão das capivaras, além da criação de aves, cavalos e outros animais que proliferam a doença.

Os sintomas aparecem de dois a 14 dias depois: febre alta, dor no corpo, dor de cabeça, inapetência, desânimo. Seguido de pequenas manchas avermelhadas, e picadas parecidas com as de pulga. Ocorrem também pequenas hemorragias subcutâneas que aparecem na planta dos pés e nas palmas das mãos, além de problemas renais e neurológicos. Por não existir vacina contra a febre maculosa, ela pode ser tratada rapidamente com antibióticos, tendo o cuidado para a doença não se agravar e afetar o sistema nervoso central, dos rins e dos pulmões. Para essas áreas que demonstram perigo, o controle de pragas e dedetização nesses lugares são essenciais para combater a doença do carrapato.

Para os que viajarem para a área rural ou tiverem contato com os animais já citados, algumas recomendações são importantes para detectar a febre maculosa:

• Calçar botas de cano alto e colocar a barra da calça dentro das meias nas áreas que podem ter carrapatos;
• Ter cuidado ao retirar o carrapato que estiver na pele;
• Examinar o corpo de três em três horas para ver se não há reações na pele;
• Usar roupas claras, pois facilita ver se há carrapatos pelo corpo;
• Estar atento a vários tipos de infecções que podem aparecer pelo corpo, caso tenha contato com animais ou tenha ido em áreas rurais.

A BIOMAX, empresa de controle de pragas urbanas, oferece o serviço de manejo ecológico, maneiras limpas e eficazes no combate desses animais, impedindo a proliferação dessas pragas em ambientes onde há a criculação de pessoas, realizada por meio da dedetização. Pensando também na saúde, o controle que é realizado de forma consciente auxilia na prevenção de doenças que são transmitidas por carrapatos e outras pragas.

Sumário
Nome do Artigo
São Paulo sofre com surto da febre maculosa
Descrição
Estudo aponta proliferação de carrapatos e do surto da febre maculosa no Estado de São Paulo. BIOMAX é uma empresa de controle de pragas e manejo ecológico.
Autor

A BIOMAX é especializada no controle de pragas em indústrias de alimentos, medicamentos e embalagens, em redes hoteleiras e hospitalares e nas demais empresas que procuram um programa sustentável com as exigências da Anvisa, da Norma ISO 22000, BPF, HACCP e Ministério da Agricultura. Utiliza o sistema de controle denominado Manejo Ecológico de Pragas (MEP) o qual une eficácia no controle das pragas e segurança para as pessoas e o meio ambiente. Atendemos toda a região Sudeste.