Descubra a importância das abelhas na economia e o risco que corremos com a sua extinção.

Quando falamos de abelhas, é comum pensarmos logo no quão ameaçador esse inseto é para o nosso bem-estar, em parte devido às dolorosas picadas desses insetos. Muitos ninhos são removidos de maneira descontrolada e dificilmente paramos para analisar a importância das abelhas em nossas vidas.

O que precisamos ter em mente é que a vida das abelhas é de importância extrema, já que elas, ao saírem em busca de sua refeição, o pólen, acabam por polinizar plantações de frutas, legumes e grãos. Essa polinização é indispensável para que, futuramente, 80% das plantas se reproduzam. Num nível alimentar, cerca de 2/3 dos alimentos que consumimos (como milho, feijão, etc) só existem por causa da polinização das abelhas.

A Extinção das Abelhas

A extinção em massa começou por volta de 2006, quando um número estimado de 2,4 milhões de colmeias desapareceu. Para diversos especialistas, as abelhas estão sumindo por vários motivos. Entre eles: pela perda de seu habitat, pela invasão de predadores em seu sistema, pela mudança climática (devido ao aumento da emissão de gases do efeito estufa pelo homem), e também quando muitas áreas verdes são devastadas para dar lugar a construções.

Mas o grande vilão mesmo é a disseminação e o uso indiscriminado de pesticidas em plantações, industrias, empresas e residências, na busca de eliminar as infestações de pragas, também serve para contribuir com a atual situação das abelhas. E não só os pesticidas são os grandes responsáveis pela extinção das abelhas. Vários produtos ditos benéficos, que visam promover um maior crescimento das plantas, também acabam prejudicando efetivamente a polinização.

Deve-se ter em mente que quaisquer produtos que possam vir a ser usados na tanto na indústria como no agronegócio precisam, antes, de uma pesquisa mais aprofundada antes de sua utilização de fato.

Alguns especialistas dizem que o pólen das abelhas é contaminado por cerca de nove tipos diferentes de pesticidas e fungicidas. Porém, muitos cientistas discordam desse número e afirmam que já foram descobertos até 21 agrotóxicos prejudiciais em uma única amostra.

Essa diminuição das abelhas, em grande parte devido à ação dos homens, é motivo preocupante para a economia. Em 2010, as abelhas chegaram a movimentar 40 bilhões de dólares na produção agrícola mundial. Nos próximos anos, em decorrência direta da extinção de muitos tipos de abelhas, é normal que haja constantes aumentos no preço de frutas e legumes.

Acredita-se que 35% da produção mundial de alimentos dependam dos insetos polinizadores, como oleaginosas, café, cacau, alguns condimentos, e as já mencionadas frutas e legumes.

Controle Ecológico de Pragas na Indústria

Quando falamos de impedir a extinção maciça de abelhas, é inevitável que falemos de pequenas medidas que se forem tomadas por todos os atores da sociedade (agronegócio, indústrias, empresas e sociedade) produziram um grande efeito positivo.

Uma importante medida para frear a extinção das abelhas seria a ampla utilização, tanto no agranegócio como na indústria, a técnica do Controle Ecológico de Pragas desenvolvida pela BIOMAX para a indústria, conhecido também por Manejo ecológico de Pragas no agronegócio. Essa técnica promove ganhos não apenas para as abelhas, mas também para a saúde humana. Diminuição considerável da contaminação química no ambiente, água e dos produtos processados nas indústrias de alimentos e armazenagem são pontos centrais da técnica. A consequência disso: melhora na qualidade e produtos mais saudáveis.

Entenda mais sobre a técnica de Manejo Ecológico de Pragas na indústria aqui.

Preservar áreas naturais e restabelecer áreas degradadas também são medidas que são essenciais para corrigir a situação atual.

Fonte image: http://www.newsville.be/

Sumário
Extinção das Abelhas e o Controle Ecológico de Pragas
Nome do Artigo
Extinção das Abelhas e o Controle Ecológico de Pragas
Descrição
O Controle Ecológico de Pragas para a indústria desenvolvido pela BIOMAX promove a diminuição considerável da contaminação química no ambiente, na água e dos produtos processados nas indústrias de alimentos e armazenagem.
Autor
BIOMAX Controle de Pragas

A BIOMAX é especializada no controle de pragas em indústrias de alimentos, medicamentos e embalagens, em redes hoteleiras e hospitalares e nas demais empresas que procuram um programa sustentável com as exigências da Anvisa, da Norma ISO 22000, BPF, HACCP e Ministério da Agricultura. Utiliza o sistema de controle denominado Manejo Ecológico de Pragas (MEP) o qual une eficácia no controle das pragas e segurança para as pessoas e o meio ambiente. Atendemos toda a região Sudeste.