Controle de Pombos: Ações isoladas não são suficientes para controlar os pombos, como acontece na praça central, em Piracicaba.

Refletores, instalados na praça José Bonifácio, em Piracicaba, há mais de um ano, não deram resultados para controlar os pombos. É o que afirmam especialistas e trabalhadores da região em recente matéria divulgada no Jornal de Piracicaba e no G1/EPTV.

Venilton Carraro, uma das fontes do jornal local, explicou que é necessária a aplicação de outras técnicas para acabar com a infestação. Isso porque os refletores, por exemplo, fazem apenas com os que pombos mudem de um lugar para o outro. Além disso, eles são animais que adaptam facilmente a algumas condições, como à luz dos refletores.

O biólogo confirma que a situação está sem controle quando fala sobre os resultados de testes feitos a partir de amostras coletadas do chão da praça, da água da fonte e das fezes dos animais: ficou provado que os frequentadores do lugar correm o risco de serem contaminados com diversas doenças graves.

É importante lembrar que medidas de controle com venenos e armas de fogo é legalmente proibida, o que significa que não é permitida a eliminação das aves.

A BIOMAX realiza um trabalho diferenciado e com um ótimo custo-benefício, visando a erradicação deste tipo de infestação: o Controle de Pombos aliado ao Manejo Ecológico de Pragas. A técnica consiste na análise detalhada do ambiente, identificação da espécie e seus hábitos, captura e transporte desses animais. Os pombos capturados são transportados para viveiros próprios, onde são cuidados e têm a natalidade devidamente controlada, garantindo que não retornem ao local em que foram encontrados.

Saiba mais na reportagem da EPTV: Após 1 ano, refletores contra pombas em Piracicaba não dão resultados

× Atendimento