Números dos Indicadores e Dados Básicos para a Saúde no Brasil de 2010 (IDB-2010) indicam que os casos de leptospirose, doença comum após chuvas e enchentes, quase dobraram na capital paulista no espaço de um ano. No País também houve aumento, embora bem mais discreto. São Paulo foi a cidade com mais ocorrências da infecção no País.

Os números consolidados do IDB, ainda inéditos, se referem ao panorama epidemiológico encontrado até o fim de 2009 e devem ser divulgados oficialmente na próxima semana. De acordo com o levantamento, naquele ano, os casos de leptospirose chegaram a 303 na capital, quase o dobro das 178 ocorrências registradas em 2008. No Estado, nesse mesmo período, o número passou de 585 para 820.

Embora ainda não existam dados do Ministério da Saúde consolidados para 2010, os números preliminares da Pasta reforçam a tendência de aumento de casos para o Estado no ano passado: a previsão é de que tenham existido 845 infecções entre os paulistas. Já a Secretaria Municipal de Saúde informou que, até outubro deste ano, eram estimadas 235 casos para a capital. O avanço da doença no País, segundo o IDB 2010, foi mais tímido do que em São Paulo: as notificações passaram de 3.549 para 3.878 de 2008 para 2009. A transmissão da doença ocorre quando a bactéria leptospira, presente na urina dos ratos, entra em contato com a pele ou com as mucosas do corpo. As informações são do Jornal da Tarde.

Fonte: UOL Ciência e Saúde

A BIOMAX é especializada no controle de pragas em indústrias de alimentos, medicamentos e embalagens, em redes hoteleiras e hospitalares e nas demais empresas que procuram um programa sustentável com as exigências da Anvisa, da Norma ISO 22000, BPF, HACCP e Ministério da Agricultura. Utiliza o sistema de controle denominado Manejo Ecológico de Pragas (MEP) o qual une eficácia no controle das pragas e segurança para as pessoas e o meio ambiente. Atendemos toda a região Sudeste.