O raticida “chumbinho” parou de ser fabricado no Brasil devido a sua ineficácia e ao grande número de casos de intoxicação. Medida ressalta os benefícios da Desratização realizada por profissionais qualificados.

A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária -, informou o fim da produção do aldicarbe, mais conhecido como “chumbinho” no final de 2012.

Um único grama do veneno pode matar uma pessoa de até 60 quilos em meia hora.(https://pt.wikipedia.org/wiki/Aldicarbe).

A substância, equivocadamente utilizada como raticida, é um agrotóxico com fins inseticidas voltado para utilização agrícola e também vem a ser um dos produtos com maior nível de toxicidade.

A decisão de retirar do mercado surgiu após o apontamento da grande quantidade de envenenamentos pelo aldicarbe e vem sido discutida desde 2006. De lá pra cá, várias medidas de prevenção foram tomadas como a inserção de compostos que provocam o vômito, proibição de transporte para determinados estados brasileiros e limitações de compra a apenas agricultores autorizados.

Foi determinado para o fabricante que seria adotado um processo de descontinuidade da produção. No começo de novembro de 2012 a fabricação foi oficialmente encerrada.

O processo de extermínio de ratos através do “chumbinho” também se faz ineficaz:

O animal que o ingere tem morte rápida, fazendo com que os outros habitantes do ninho evitem comer o alimento intoxicado.

 

Com a proibição do aldicarbe, outros métodos de eliminação de ratos ganham destaque, como a Desratização. Este método de controle de roedores inclui uma série de armadilhas físicas e quimicas que acabam com o problema de acordo com o tipo biológico do animal. A prática é realizada por profissionais de dedetização e pode até mesmo excluir a possibilidade de se utilizar iscas tóxicas, como os raticidas anticoagulantes, evitando o mínimo risco de contato humano com os venenos aplicados.

Ao contrário do “chumbinho”, a desratização é eficaz, uma vez que o processo de intoxicação do animal se dá de forma lenta, impossibilitando o animal e sua família de reconhecerem a procedência do veneno. Além disso, o método também inclui medidas de prevenção para impedir que ocorram novas infestações no futuro.

Desratização

A BIOMAX é uma empresa de controle de pragas que adota o Manejo Ecológico de Pragas em todos os seus processos. Na desratização não é diferente. A BIOMAX possui profissionais especializados que prezam pela saúde humana, preservação do meio-ambiente e atenção à processos produtivos em qualquer controle de praga, assegurando resolução total do problema e eliminando a possibilidade dos danos.

A BIOMAX também oferece os serviços:

Controle de Pragas

Descupinização

Controle de Pombos

Consulte-nos!

Sumário
Benefícios da Desratização e a Proibição do “chumbinho”
Nome do Artigo
Benefícios da Desratização e a Proibição do “chumbinho”
Descrição
O raticida "chumbinho" proibido no Brasil devido a sua ineficácia e ao grande número de casos de intoxicação ressalta os benefícios da Desratização realizada por profissionais qualificados.
Autor
BIOMAX Controle de Pragas

A BIOMAX é especializada no controle de pragas em indústrias de alimentos, medicamentos e embalagens, em redes hoteleiras e hospitalares e nas demais empresas que procuram um programa sustentável com as exigências da Anvisa, da Norma ISO 22000, BPF, HACCP e Ministério da Agricultura. Utiliza o sistema de controle denominado Manejo Ecológico de Pragas (MEP) o qual une eficácia no controle das pragas e segurança para as pessoas e o meio ambiente. Atendemos toda a região Sudeste.